Diminuir o risco de miopia nas crianças

Com a crescente era moderna, a frequência das crianças em ambientes livres, ao ar livre, têm vindo a diminuir. Este fator é crucial para bom desenvolvimento de qualquer criança e tem um impacto bastante importante para o bom desenvolvimento das suas estruturas corporais, internas e externas, assim como para o seu bom desenvolvimento psicológico.

 

Vários estudos revelam uma forte relação entre as crianças que desenvolvem miopia, com a sua permanência e desenvolvimento em ambientes internos. Crianças que brincam mais no exterior tem uma menor propensão para o desenvolvimento deste problema ocular, do que as restantes.

 

Miopia infantil:

Com base nos dados disponibilizados pela Organização Mundial da Saúde, a miopia é a terceira principal causa de cegueira, e os seus valores têm vindo a aumentar ao longo dos tempos.

Esta condição ocular é caracterizada pela dificuldade em ver ao longe. Este problema visual pode ser causado por diversos fatores, incluindo questões hereditárias e o uso excessivo de tecnologias. Neste sentido, esta patologia aparenta estar diretamente ligada ao esforço visual prolongado, com maior incidência na utilização de aparelhos eletrónicos. Segundo os especialistas, esta patologia tem tendência a desenvolver-se devido à facilidade que o míope tem em visualizar imagens e textos na visão ao perto, deixando de estimular a visão ao longe.

 

Principais sintomas:

Nem sempre é fácil de perceber os sinais que as crianças nos enviam e nem sempre é perceptível que estão com dificuldades visuais. No entanto existem padrões a ter sempre em conta e alguns comportamentos que podem sugerir que algo se passa com os olhos do seu filho.

  • Cerrar os olhos para ver algo a longa distância;
  • Aproximar-se demasiado da televisão ou de algum livro;
  • Irritação ocular;
  • Olhos secos.

Principais causas:

  • Fatores genéticos/hereditários;
  • Comportamentos de risco – longos períodos de tempo com a visão ao perto focada, principalmente em aparelhos eletrónicos.

 

Comportamentos preventivos:

  • Descanso adequado à idade – a criança deve descansar o número de horas adequadas à sua faixa etária e ter ainda cuidado com os períodos de foco em aparelhos eletrónicos. Idealmente, nunca mais do que 1 hora seguida;
  • Períodos ao ar livre –  optar sempre que possível, por práticas ao ar livre, uma vez que a luz externa permite a pupila contrair, ajudando a  aprofundar o foco. De acordo com um investigação e estudo australiano, as crianças e jovens deveriam passar, pelo menos, uma hora diária ao ar livre, em contacto com a natureza e com a luz solar, para poderem obter resultados positivos.
  • Alimentação saudável e equilibrada – alimentos saudáveis e variados promovem uma boa saúde ocular. Alimentos refinados e com excesso de açúcar favorecem o crescimento do eixo óptico, característica que define  a miopia.

 

É fundamental que a criança seja avaliada regularmente por um médico oftalmologista, que este avalie a sua condição e defina qual a melhor forma de intervir.

Tags: , , , , ,


Quem leu este artigo também leu

Adaptação às lentes progressivas Varilux

Saber Mais
A opção Pack Minimum pode ser a correcta para si?

Pack Minimum
Saber Mais
Conheça as lentes Essilor Eyezen

Conheça as lentes Essilor Eyezen
Saber Mais